Deputado que associou nordestinos a galinhas que recebem "migalhas" se torna alvo do conselho de ética

O deputado Túlio Gadêlha (Rede-PE) e a Rede Sustentabilidade ingressaram, nesta terça-feira 11, no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, com um pedido de cassação de mandato contra Gustavo Gayer após o parlamentar goiano comparar os nordestinos a "galinhas".

A declaração aconteceu no dia 24 de maio, durante um evento sobre o projeto de lei que instituiu o Sistema Nacional de Educação (SNE). Entretanto, só no último domingo 9 um trecho do ocorrido repercutiu nas redes sociais.

"Ah, ele me dá cesta básica. Ele me deu R$ 300, o governo me deu R$ 300. Estão dando migalhas para uma população cada vez mais depenada", afirmou Gayer. Para Gadêlha, "intolerância e ódio não condizem com a postura de um parlamentar, que mais uma vez ataca um povo trabalhador, essencial para a independência o Brasil e manutenção da democracia".

Acompanhantes de Gyn